20 outubro 2014

Austrália, terra do sonho

Por 
IGOR DIAMANTINO
Gerente de projetos e músico
Sydney - Australia
idiamantino@gmail.com








AUSTRÁLIA, TERRA DO SONHO

O termo existe mesmo: Austrália, land of dreams
“Os aborígenes australianos acreditam que o mundo dos sonhos é o verdadeiro mundo, a fonte de nossos conhecimentos e de nosso ser mais profundo, onde todos os eventos e padrões se manifestam na nossa vida real.” - Robert Moss, autor de Conscious Dreaming



Eu sempre tive o sonho de fazer intercâmbio cultural, desde criança. Quando pensei pela primeira vez em ir para a Austrália, eu tinha por volta de 18 anos. Naquela época eu estava prestes a entrar na faculdade. Portanto, não era exatamente uma escolha, apenas uma vontade. Assim que terminei a faculdade, recusei uma segunda oportunidade de sair do Brasil, afinal como eu poderia largar um recém-conquistado trabalho em um ambiente tão competitivo? Com o passar do tempo, as escolhas não se tornaram mais fáceis como eu esperava. Na terceira oportunidade, eu já estava com 30 anos, teoricamente tarde demais para se fazer um intercâmbio. Mas sim! Eu decidi ir mesmo com meus 30 anos e não me arrependi por um minuto sequer!

Quando pisei na Austrália pela primeira vez, foi tão surreal que eu cheguei a tocar o chão do aeroporto com as mãos, tentando me convencer de que aquilo não era apenas um sonho.


A Austrália é mesmo um pouco daquilo que a gente imagina: praias paradisíacas, pubs, surfistas, churrascos e cangurus. Entretanto, onde a Austrália verdadeiramente se destaca é na sua cultura diversificada e sua generosidade em acomodar pessoas de diferentes etnias, embora essa mistura deixe muitas pessoas confusas sobre como definir a verdadeira cultura Australiana.

Estudos indicam que os aborígenes são descendentes dos primeiros Homo Sapiens a deixar a África, há cerca de 24 mil anos, antes mesmo de seus semelhantes europeus e asiáticos! Os anos se passaram e a Austrália se tornou um dos países com a maior diversidade cultural do mundo.

Como esse contraste funciona nesse país ilha-continente? Surpreendentemente muito bem!

Como paulista e paulistano, mesmo acostumado a uma cidade grande, eu nunca tinha imaginado o que era exatamente um lugar multicultural. As comidas, as roupas, os sotaques e os estilos são tão variados que para se adaptar é realmente preciso ter a mente aberta. Talvez este seja um dos segredos que fazem a Austrália ser um lugar tão especial.

Aqui nossas amizades são tão diversas que não é difícil estarmos em um churrasco em meio a Australianos, Italianos, Portugueses, Sul-Africanos, Checos, Russos, Tailandeses e Coreanos. Cada um em busca do seu próprio sonho e com uma história diferente para contar.

Eu sonhava em sair do país para aprender, abrir a mente e conhecer pessoas diferentes, por isso não pensei duas vezes. Matriculei-me em uma escola de inglês, aluguei um quarto para mim e para minha namorada em uma acomodação estudantil e voltamos à escola, o que se tornou uma das melhores escolhas que fizemos.

Voltar para a escola nos permitiu conhecer a Austrália do estudante, muitas vezes sem dinheiro, que vai trabalhar no café ou na construção, nem que seja para conseguir ficar algumas semaninhas a mais. Um estrangeiro aqui percebe rapidamente como aprender inglês pode ser mais desafiador do que parece, então tem que estudar. Também é verdade que com um inglês básico é possível se virar por aqui. Os Australianos são em geral pessoas gentis que, acostumados com tanta gente de fora, não se importam em perder alguns minutos para ajudar alguém perdido ou com dificuldades. Pelo contrário: eles ajudam com muito prazer. 


Mas quando o inglês começa a melhorar é que a verdadeira jornada do conhecimento começa. Fazemos amizades mais facilmente, tanto de Australianos quanto de pessoas de outros países e, assim, começamos a conhecer um mundo diferente. Trocar sonhos e experiências com pessoas do mundo todo é viciante. 

Aprendemos que aquilo que nós achamos normal pode parecer estranho para alguns. Aqui aprendi que feijão também se come com molho de tomate no café da manhã, que beterraba combina com hambúrguer e que abacate fica delícioso na salada. 

Também aprendi que fofoca, preconceito e corrupção são males evitados no dia a dia, pois cada atitude individual conta para o bem-estar geral. Respeitar as diferenças é fundamental.

E aqui a gente também aprende a conviver com o sentimento chamado saudade.

Quando a saudade bate forte, nós temos apenas nós mesmos para nos confortar, então os laços de amizades aqui se tornam muito fortes. De repente, aquela pessoa que você conheceu há apenas um mês se torna o seu melhor amigo e isso é normal e sincero.

Mas também descobrimos o desapego e que, o que o universo nos traz, ele leva quando bem entender.

Aquele amigo que passou dois anos ao seu lado como unha e carne decide voltar para seu emprego antigo. Aquela sua colega que tinha tantos planos hoje está grávida a bordo de um avião em direção a sua terra-natal. Seu colega de classe decidiu que a Austrália já não é grande o suficiente e, portanto, ele vai continuar sua jornada por outros países pelo mundo. 

As pessoas e as histórias vêm e vão, tão incertos como... sonhos.

Talvez os aborígenes tenham razão. Devemos acreditar em nossos sonhos e manifestá-los na vida real. Não sabemos o que o próximo dia vai nos trazer ou onde a próxima oportunidade irá nos levar. Mas, certos de que estamos seguindo o caminho trilhado pelos nossos sonhos, o inesperado deixa de ser algo a temer, mas sim algo a se apreciar.

“Viver na Austrália continua sendo como viver em um sonho”. E eu ainda continuo a sonhar!
____________________________________________________
Intercâmbio: trabalhar e estudar

Várias agências de intercâmbio dão todas as informações e facilitam os trâmites para quem deseja se aventurar na Austrália, a terra dos sonhos e das surpresas. Consulte uma delas e prepare-se para descobrir esse novo mundo. 

____________________________________________________
Embaixada da Austrália no Brasil


É importante uma visita ao site da embaixada 
australiana a fim de conhecer todos os trâmites legais e exigências para viajar
_____________________________________________________
Informações turísticas

E, claro, uma visita a este site de turismo, para saber
tudo o que este país-continente tem para se visitar 
e conhecer é sempre muito bom! 

http://www.australia.com/pt-br/
______________________________________________________

_______________________________
BAIXE A REVISTA COMPLETA EM PDF
_________________________________


Nenhum comentário:

DIA DO PROFESSOR

Dia dos Professores No dia 15 de outubro, comemora-se em todo o Brasil o Dia do Professor. Nessa ocasião, costuma-se fazer homenagens e...